Hábitos

março 31, 2010

Independência, é a palavra que mais define um Chow, mas não é a única. Nas demais raças, geralmente podemos dizer que cada cão é um cão, mesmo sendo da mesma raça, entretanto entre os Chows existem exemplares que tem personalidades bem distintas.

Possuem hábitos um tanto peculiares: adoram lamber, parece que cheirar não é suficiente;  Lambem muito até você dar atenção, depois param e esperam carinho, uma atitude normal para a raça.

Não são cães de colo, nem daqueles que ficam o tempo todo pedindo atenção, entretanto gostam muito da companhia humana. Às vezes, solicitam carinho com os “slaps” da grande língua azulada, mas logo depois sentam ou deitam perto e ficam quietos por longo tempo.

Adulto, quando um Chow late, pode ter certeza que há algo errado, pois nunca latem à toa, mesmo sendo criados com cães barulhentos. São excelentes caçadores, adoram caçar ratos, aves, pássaros, gatos, sapos, enfim, todos os animais de pequeno e médio porte com qual não estejam acostumados. Como cães de guarda são muito bons.

São inteligentes, embora sejam difíceis de adestrar, pois não se submetem a qualquer um. Possuem um ego enorme, são cães muito bonitos e sabem disto, querem tudo do bom e do melhor. Podem morrer por você.

Tem um instinto felino, é muito limpo e não possui cheiro.  Ela não necessita de banhos, mas é aconselhado banhos a cada dois meses. O pêlo deve ser escovado semanalmente com talco anti-séptico ou talco infantil. Esta é uma raça que, quando bem alimentada (sempre à base de uma boa ração), não apresenta maiores problemas.


março 31, 2010

COMO PREPARAR O CHOW CHOW PARA AS EXPOSIÇÕES
Dr. Clifton Shyrock (EUA)

Sem pelo não há Chow. Essa frase nunca foi afirmada, mas na última década, seu real significado tornou-se evidente. Os norte-americanos chegaram à conclusão que a associação do “Scowl” (expressão típica do Chow), com a pelagem abundante do Chow moderno e a popularidade da raça em si, é de vital importância para os criadores e expositores.  Em todos os campos de trabalho a prática é essencial e a rotina constante simplifica.

Preparando este material, tentei detalhar cada fase dos cuidados com o Chow e sua pelagem. A pelagem magnífica dos Chows é basicamente herdada, mas é mantida em sua magnitude pelo proprietário que goste de cuidá-los. Se você não gosta de cães com pelagem abundante, o Chow definitivamente não serve para você.  O hobby de se criar cães exige um sistema de conhecimento. Aqueles que necessitam de paciência para se tornarem hábeis e peritos dificilmente conseguirão logo de cara os prêmios mais importantes. O expositor que conseguiu “Best in Show” gastou muitos anos de trabalho e quilômetros de estrada. Ele lhe dirá que durante seu caminho, muito dificultoso, adorou cada passo dado para alcançar seu êxito.  Nunca sinta-se envergonhado pelo fato de ser um novato – todo mundo tem que começar dessa forma!  Está na hora de aprender e se você assimilar bem todas as informações tornar-se-á um perito na raça em questão.

O assunto aqui em pauta, o GROOMING e os cuidados necessários para com os Chows não serão dominados do dia para a noite. Suas sessões diárias de GROOMING farão com que você se torne eficiente e é justamente quando a prática e rotina complementam este quadro.  O mais importante no GROOMING é conhecer as virtudes e falhas de seu cão. Os pontos positivos podem ser apagados e os negativos acentuados. Para que seja efetuado corretamente você deverá saber qual parte melhorar e qual corrigir. Um criador conhecido disse uma vez uma frase direta e objetiva: “é tarefa do expositor esconder as falhas de seu cão e a do juiz a de encontrá-las”. Nenhum cão é PERFEITO – todos nós somos conscientes, mas os cães não devem Ter suas falhas obviamente exibidas, já que seus expositores descuidaram de suas adequadas preparação e apresentação.  Para muitos proprietários, a emoção do GROOMING no Chow Chow até que ele se torne impecável para a “fotografia” é somente ultrapassada pela emoção de vencer.  O ato de criar um belíssimo animal faz feliz qualquer proprietário, portanto, paciência, prática e rotina são o que tornam possível a criação da beleza.

Não posso torná-lo com essas informações um Groomer profissional.  Você deverá estar equipado com escova adequada e praticar conforme está descrito aqui.  A cada dia de trabalho, sua habilidade melhorará. O que no início parecerá difícil de se absorver, um dia será simples rotina. Seu progresso deve ser o estimulante na insistência de sua busca de Ter-se o mais belo cão pronto para a exposição.  Algumas pessoas permanecem novatas para sempre e podem manifestar conhecimento na raça que criam, mas seus cães certamente demonstrarão o contrário. Não siga com o objetivo de estar sempre “por aí” dentro do mundo das exposições. Possua, crie bons cães e ganhe. Aprenda o GROOMING de seu Chow e deixe-o em seu melhor e máximo estado físico lembrando-se sempre que a primeira impressão é a que fica. Você não irá ganhar em todas as exposições mas não pense que a derrota ocorreu porque falhou durante os cuidados, não deu o máximo de si mesmo.

A LIMPEZA DO PÊLO

Há três métodos para limpar o pelo do Chow Chow – todos eficientes.  O “Shampoo Seco” funciona melhor em filhotes. O filhote troca sua pelagem de filhote para adulto e o banho em banheira pode causar a perda da pelagem e assim por diante a impossibilidade de levá-lo às exposições. Usa-se o shampoo seco (spray próprio tipo mousse) da seguinte forma: em forma de spray coloque a espuma por todo o corpo do filhote. Com seus dedos trabalhe o pelo com a espuma, seque com secador ar frio ou pouco quente e em seguida complete com a escovação, usando sempre uma boa escova de pino*. A escovação deve ser sempre feita da pele para fora. Essa é a forma mais segura e que torna seu cão similar a uma nuvem de pelo.]

O segundo método para a limpeza de seu Chow é o do “pano quente”, excelente no inverno. É óbvio que o resultado não pode ser comparado ao do banho completo, mas assim mesmo deixa seu cão em condições ótimas para a apresentação.  Coloque um pano macio em um balde de água quente até que se molhe completamente. Retire-o e torça-o para retirar o excesso de água. Antes que esfrie esfregue-o bem em todo o corpo de seu Chow, mantendo-o sempre quente. Troque a água sempre. Quando ela estiver limpa você saberá que seu Chow também o estará. Com uma toalha seca enxugue o excesso de água e após seco com secador ar frio, poderá escová-lo e proceder ao GROOMING completo.

O Chow de cor preta tem mais óleo no pelo que o vermelho. Adicione à água quente uma colher de amônia para cada Quarta parte do balde. Ajudará a remover o óleo e a pelagem preta de opaca ficará brilhante.  Os Chows que são escovados regularmente e que vivem em locais limpos não necessitam de banhos freqüentes, a menos que estejam participando de exposições.**

Quando há a troca de pelo (geralmente duas vezes por ano) o banho e a escovação ajudarão a remover o pelo morto e mesmo sem pelagem abundante sua aparência será a melhor possível. Com a troca de pelo o ideal é banhá-lo com água morna. Água quente faz com que a perda de pelo seja muito maior. Quando está participando de exposições regularmente, dê-lhe um banho três ou quatro dias antes, sem riscos de prejudicar seu cão nem sua pelagem.   Existem no mercado excelentes xampus, o importante é retirá-los totalmente da pele e do pelo, não deve-se deixar resíduos! Controle muito bem abaixo da cauda, traseiro, pescoço, entre as orelhas e olhos. Resíduos de xampu podem causar irritação da pele e até dermatites.  Após lavar seu Chow por completo, deixe-o sacurdir-se e logo após comece a secá-lo com uma toalha seca. Ao usar o secador nunca use ar quente, pois prejudica a pelagem. Use ar frio ou morno. Escove-o enquanto o seca com o secador, é dificultoso porém o resultado é surpreendente. O ideal é trabalhá-lo por camadas, da cabeça até o posterior.  Os admiradores dos Chows desanimam às vezes pelo trabalho que a pelagem exige, portanto quando se tem um deve-se trabalhar.  Alguns minutos por dia são suficientes para mantê-lo impecável.

O GROOMING diário, ou seja, uma boa escovada para remover a poeira e estimular a pele fará que seu Chow tenha uma aparência refrescante. Outra maneira de remover a poeira é usando-se o secador no ar frio e passá-lo por todo seu corpo e cabeça.  Se seu Chow está participando de exposições, um GROOMING mais detalhado deverá ser feito, pelo menos uma vez por semana. Controle os olhos, orelhas, boca e patas. Na troca de pelo, o pelo morto deve ser removido, pois se deixado, pode resultar em sérios problemas de pele. Em relação aos nós, mesmo caso.  Para a retirada de nós em volta da orelha, borrife-os com talco e remova-os com escova ou pente, tomando cuidado para não machucar o animal. Acúmulo de sujeira, pelo morto e nós pode atrair moscas e carrapatos, causando uma quantidade enorme de problemas. Um Chow limpo, que vive num ambiente limpo, alimentado com ração bem balanceada raramente terá problemas de pele, assim como eczemas ou dermatites.

EQUIPAMENTOS PARA O GROOMING DO CHOW CHOW:

1)      Mesa.

2)      Escova de Pinos (Escova com alfinetes espaçados e sem cabeça).

3)      Pente de metal.

4)      Tesoura.

5)      Cortador de unhas adequado.

6)      Borrifador com água destilada.

É importante que o filhote acostume-se com o GROOMING o mais cedo possível. Outro fator importante: acostume o filhote a ficar deitado na mesa para a escovação. O filhote bem treinado desde cedo vai lhe pedir pela sessão de GROOMING.  Se o proprietário desenvolver com prazer esta tarefa, com certeza será um momento especial entre ele e seu cão – uma troca mútua de amor que refletirá de uma forma favorável para o temperamento do animal. 

Comece borrifando uma leve camada de água destilada (encontra-se em qualquer farmácia). Escove as laterais das pernas e virando-o de barriga para cima repita na parte interna. Assim fica mais fácil escovar barriga, pescoço e a parte interna das pernas. O Chow deve estar relaxado e não aborrecido.  A pelagem deve ser escovada por camadas à partir da raiz para fora, muito delicadamente. O sub-pelo não deve ser removido.  Escove seu corpo primeiro, quadril traseiro. Deixe por último a cabeça e a cauda. Complete com uma boa escovada sentido contrário para dar o toque final.  Na cabeça pode-se usar um pente de metal com dentes separados aproximadamente 5 mm. Atrás das orelhas o pelo é mais fino e tende a ser o melhor local para a formação de nós. Com uma boa chacoalhada o próprio Chow fará com que o pelo caia na correta posição.  Quando completo o GROOMING, há mais um detalhe chamado pelos ingleses de “tidying up” (um toque de elegância). Significa trimar o excesso de pelo nas patas e jarretes, ou em qualquer outra parte que prejudique de uma certa forma o equilíbrio e harmonia de seu Chow. O trimming acentúa os pontos positivos e melhora a aparência natural. As patas são chamadas de patas de gato devendo o Chow estar bem apoiado sobre as próprias. Muito pelo abaixo das patas pode prejudicar seu caminhar. Deve-se aparar o pelo excessivo abaixo das patas, por entre as almofadas e em volta delas. 

Apare também o pelo longo dos jarretes para que a ossatura fique em evidência.   Use o pente por camadas puxando o pelo para cima e para fora. Com uma tesoura corte o excesso. O pelo voltará ao seu lugar por si próprio.   O trimming requer prática e caso não saiba executá-lo procure alguém experiente. Se o pelo longo do posterior não for trimado prejudicará a movimentação do Chow em exposições. Apare devagar, um pouco por vez – lembre-se que não poderá voltar atrás!  Se a barriga de seu Chow tiver pelagem longa para baixo, pode-se cuidadosamente apará-la com a tesoura, evidenciando a altura em sua aparência geral. 

O Chow correto deve Ter uma boa e alta inserção da cauda e posterior “curto”. O GROOMING incorreto pode fazer com que a inserção da cauda dê a impressão de ser baixa e traseiro longo. Para melhorar esses pontos, trime o excesso de pelo que cai para trás no começo da cauda perto da base acima do ânus com uma tesoura. Lembre-se que procedendo dessa forma estará apenas mostrando uma inserção alta de cauda e não fazendo alterações no padrão.

As unhas devem ser mantidas curtas, portanto deverá cortá-las semanalmente ou quando for necessário. É importante acostumá-lo desde cedo, caso contrário fica muito complicado depois de adulto. Tome cuidado para não cortar a veia da unha, pois pode causar sangramento.

Por último limpe sua face. Com um pano úmido remova a sujeira e o pelo morto.  Os olhos devem ser diariamente limpos com lenços de papel. Lembre-se que o entropion pode desenvolver-se a partir de poeira e sujeira. Os olhos nunca poderão estar úmidos numa exposição.  Os ouvidos devem ser limpos uma vez por semana com algodão e álcool e os pelos no interior das orelhas nunca deve estar oleoso.  Outro detalhe: os bigodes dos Chows devem ser cortados, pois a aparência do focinho melhora muito.  Cuidado e carinho são as palavras chave para um bom GROOMING.  A cada passo perceberá seu progresso. Você e seu Chow formarão um time que poderá receber os méritos e louvores que merecem!


Padrão de cores da raça Chow Chow

março 30, 2010

 

O Chow-Chow possui 05 cores ( Vermelho , Preto , Canela ou Fulvo , azul e Creme ou Branco)

Vermelho:

É a cor mais comum de todas, pode ser intenso, ( aparentando mógno ou ruivo ) até bem suave ( aparentando dourado bem claro ou creme ) É a variação de cor com o maior número de exemplares. O filhote pode possuir máscara preta intensa mas a medida que amadurece vão se diluindo.

Preto:

É a segunda cor mais comum. É um tom muito forte e intenso. Por ser preto dificilmente demonstra sua beleza em fotografias, a menos que as condições de iluminação sejam perfeitas. Quando exposto ao sol sofre modificações na coloração dos pêlos que tendem a ficar avermelhados.

Azul:

O focinho apresenta uma coloração prateada e o pêlo absorve mais luz e emite o reflexo azulado.

Canela ou fulvo:

Muito confundido com dourado ou vermelho. Há canelas mais intensos, mais claros e aparentando dourado.

Creme ou Branco:

É a mais rara de todas as cores, possui pouca variação de tonalidades.
As orelhas possuem tom pêssego ou amendoados. É a cor mais polêmica de todas as possíveis, a denominação correta é Creme, pois se enquadra nos padrões (F.C.I.) Europeu.
A despigmentação do nariz é muito comum nesta cor.

Diferença nas cores:

Ao nascer o canela e o azul são muitos parecidos. O canela pode nascer escuro com pêlos brancos assim como o azul.
O vermelho claro pode parecer com o canela e este com o creme. Normalmente o vermelho nasce ruivo com ou sem máscara.
O azul é um preto sem brilho e com alguns pêlos claros.
O canela pode nascer semelhante a azul ou prateado. Normalmente o canela já nasce com o focinho chocolate.
O primeiro lugar onde aparece a cor definitiva é o rosto e as patas.

Vermelho

Preto

Azul

Canela

Creme


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.